24.2.11

Eu mudei, pero no mucho!
A Karen, do Kafka na Praia, listou o que seria ideal para uma última refeição.
Fui na sua cola e percebi que minha lista é simples, assim como a dela, mas é exatamente o que eu comeria se este dia fosse hoje:
Começaria com um pão fresco e quente com manteiga, não creme vegetal.
Na seqüencia uma sopinha, que poderia ser um creme de aspargos ou um misoshiru com pedacinhos de tofu e muita cebolinha.
Minha refeição principal seria formada por uma bela e farta salada com folhas verdes, tomates e cenoura ralada seguida por uma porção de arroz branco fresquinho recém saído da panela e um peixe grelhado: salmão ou anchova.
Depois de todo esse banquete deixaria passar umas horinhas para degustar, enfim, a sobremesa:


Quando eu era pequena e ficava acamada e não queria comer, meu pai buscava na Doceria Holandesa, que ficava pertinho de casa, uma tortinha de morangos. Muitas vezes era a única coisa que descia. Impressionante como sempre que eu precisava de um remédio assim, era época de morangos, porque antigamente não era como hoje que as frutas estão disponíveis para o consumo o ano todo.Naquele tempo os ciclos da natureza eram respeitados.
Até hoje é um mimo que muito me conforta :o)
( Foto: Pimenta e Salsa )
E vocês? O que gostariam de encontrar na mesa para uma última refeição?

6 comentários:

Teté disse...

Vou responder a este desafio! A escolha... não será tão simples! :)

Beijocas!

Turmalina disse...

Teté...estou curiosa!!!!!

Karen disse...

Cardápio completo, hein? Nem pensei na sobremesa... Acho que iria de melancia... rs

Turmalina disse...

Karen...inspiradíssimo no seu e finalizado com algo afetivo :o)

ameixa seca disse...

O problema é que se eu soubesse que seria a minha última refeição, perderia a fome :)

Turmalina disse...

Ameixinha...eu te entendo afinal o cara metade é assim.
Mas eu não, tenho corpo e cabeça de gorda...a última passaria a ser, então, a mais importante. E penso que ela deva ser simples e de fácil digestão para não atrapalhar a "viagem" :o)