31.10.14

Sobrevivi...a última semana foi insana...teve dias em que o volume de informações processadas foi tanto que no final do dia eu já não conseguia juntar lé com cré.
Planilhas, números, projetos, cópias, orçamentos e somas para alguém que sempre foi da área de humanas é pedir um pouco demais, mas eu consegui.
Além do trabalho alucinante minha geladeira pifou em plena terça feira e o técnico só pode vir em casa no final da quinta.
Hoje, aparentemente, tudo voltou a sua normalidade habitual.
Por tanto, nada melhor que aproveitar a data e liberar a bruxa que há em mim!!!


Permita-se e tenha um excelente final de semana!!!


Com um pouco mais de intensidade:

27.10.14


Que a palavra de honra desta nova velha fase que o país irá enfrentar seja HONESTIDADE, ampla, geral e irrestrita.

18.10.14

Numa rápida análise, não é de férias que preciso e sim de um pouco de silêncio.
Aquele absoluto onde não escutamos som algum, nem ninguém.
No dia a dia fica difícil, é preciso um grau de desligamento muito elevado, mas vou tentar!
Pois já dizia o poeta grego Eurípedes, há mais de 400 anos A.C., que:
"O silêncio é a verdadeira sabedoria e a melhor resposta".


Sebastião Salgado me conquistou, primeiramente, com as imagens e depois vieram as palavras mágicas que me ensinam a ser um ser humano melhor na tentativa de compreensão e de uma maior interação com o mundo que me rodeia.

16.10.14

Acabo me divertindo com a disputa política...e a forma como as pessoas entram nas "conversas" ainda me surpreende.Nunca votei no Alckmin, no FHC sim, mas tentar culpar um partido político pela falta de água em São Paulo é um pouco de exagero.Temos problemas de planejamento em todos os Estados e em todas as esferas políticas e administrativas e não é de agora.A população não economiza mesmo, nem os empresários e muito menos as prefeituras.Eu não lavo carro, calçada e nem tomo banho de meia hora há muito tempo.E historicamente enfrentamos um calor anormal.
Vivemos numa biosfera, aonde todos os sistemas são interligados.Como seres modernos e civilizados não sabemos mais viver na natureza sem os recursos de adaptação criados por nós mesmos, como automóveis, energia elétrica, fogão, geladeira e etc.O avanço da ocupação urbana está relacionado diretamente com a degradação da biosfera.
E a coisa tende a piorar nos próximos dias pois a grande massa de calor que atinge as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste deverá intensificar-se.

13.10.14

Tem gente que tem borboletas no estômago, outros na janela, eu tenho ao alcance do meu olhar!!!



11.10.14

Nada como um lindo dia, sol, sorrisos, muita água e contato com a natureza para limpar a mente a aguçar a criatividade.Ao som da trilha de Yann Tiersen terminei minha proposta de direção.E está tudo pronto para quarta feira!!!

O dia está tão lindo que caí da cama cedinho!!!
Depois de um café preguiçoso terminei minhas últimas anotações para o roteiro/proposta de direção que preciso entregar na quarta feira.
Buscando referências estéticas, me perdi entre músicas.
Entre uma e outra encontrei esta aqui:



Além da música descobri uma excelente referência estética para minha "Alice".
God only knows lá lá lá lá lá lá.....

8.10.14

Hoje foi o exame de direção do meu filho.
Quando ele me ligou e disse "Mãe, passei!" eu chorei de alegria.
Se bem que sou o tipo de pessoa que quase não chora de tristeza, mas inunda um oceano de felicidade.
Me emocionei e não contendo tanta emoção, chorei de orgulho. Meu filho foi e fez.Depois de escutar de muitas pessoas que era bobagem passar pelo longo processo de se tirar carteira de motorista:"É só pagar que a carteira chega em 30, 40 dias."
Demorou, é verdade. Mas como pode, minha gente? Trapacear no exame de auto escola? E a responsabilidade, como fica?
Depois reclamam da corrupção e dos nossos políticos.
Não posso, por motivo algum, ser conivente com um sistema corrupto, descaradamente prostituído.
Ando cansada de gente que não age conforme o discurso e ando ignorando-os!!!


7.10.14

Taí um lugar que conheci e amei, mas não voltaria.
Nunca será como antes, afinal eu tinha vinte e poucos anos e quase nenhum comprometimento.
Não só eu mudei, a cidade também.
Quero manter na memória a versão que tem tocando ao fundo a música de Gershwin.

5.10.14

A idade avança e a máquina já não funciona como deveria...o vinho de ontem me deixou com dor nas articulações hoje.Mas não o suficiente para me deixar dentro de casa.
Depois de votarmos fui almoçar na minha mãe.E vou dizer uma coisa comida de mãe é comida que acolhe, que faz carinho, que cura o corpo e o espírito.Voltei com tempo e disposição para arrumar umas coisinhas na casa e depois assistir o início das apurações das eleições.
Agora vou alimentar a alma através dos ouvidos (dica do querido amigo Manuel):

4.10.14

Ai, ai, ai...amanhã temos que votar!!!!!!!
Eu, como a grande maioria, quero mudanças.Quero dar espaço ao novo, mas quanto mais estudo o perfil dos candidatos, mais reflito e concluo que meu candidato morreu no dia 13 de agosto.
Sei que meu voto só será decidido no último minuto do segundo tempo da prorrogação e mesmo assim não será a expressão verdadeira da minha vontade.
Enfim é o que temos...só sei que ando cansada de radicalismos.
Deixo um aqui um texto do Moysés Pinto Neto para reflexão.
E também umas musiquinhas para relaxar, pois ninguém é de ferro...a semana que passou não foi nada fácil e duas vezes tive vontade chorar, de raiva! Algumas coisas simplesmente me escaparam pelas mãos por excesso de confiança no trabalho dos outros.É a mania de achar que as pessoas que trabalham do seu lado são honestas como você...



1.10.14

Taí um lugar por onde eu gostaria de passar: Atlantic Ocean Drive, na Noruega, mais especificamente sobre o Mar da Noruega.
Melhor pegar um dia de sol!!!

29.9.14

O sabor da pitanga se espalhando pela boca tem gosto de lembrança gostosa.
Estão servidos? Foram colhidas agorinha...


28.9.14

Ao invés de escrever, fui prá rua e acabei trazendo mais um cãozinho prá casa!!!
Já vacinado e com 90 dias.
E com aval da família inteira...não tem coisa melhor.
Incorrigível é apelido, acho que faço isso desde que me entendo por gente.
Depois eu digo que não é fácil conviver comigo e tem ainda quem não acredite.
O roteiro não saiu, mas eu tô feliz pacas.


27.9.14

Tenho que escrever um roteiro de direção e estou com uma preguiça monstra.Sinto muito mas vou deixar prá amanhã.Tem dias em que as coisas ficam presas dentro da mente e não saem nem por decreto.
Tive uma semana de muito trabalho e do tipo estressante.Nem o poker de ontem à noite, aonde fiz uma quadra de quatros e outra de noves, me deixou mais relaxada.


Já sei, vou prá cozinha preparar pãezinhos de semolina enrolados com presunto e queijo.
A massa leva basicamente 1 ovo bem batido, meio copo de azeite, 1kg de semolina, 500 gr de farinha de trigo, 30gr de fermento biológico fresco, água morna, sal e açucar.
Uma delícia para comer nas manhã de domingo!!!

25.9.14

Difícil se prender a datas quando nem o Ano Novo acontece num só dia para todos os povos.
E hoje comemora-se o Rosh Hashanah, mais um novo ano que se inicia trazendo esperança de grandes dias pela frente.


Escolha algo que vá te fazer feliz e siga adiante na sua busca pessoal!

24.9.14

Frangipani ou jasmim manga é uma pluméria descoberta pelo botânico francês Charles Plumier.
Amo todas as variações sobre o mesmo tema, são mais de 300 espécies distribuídas pelo planeta.
No Sudeste Asiático acredita-se que protege contra fantasmas e demônios, costumam ser plantadas em cemitérios e fazem parte de rituais em templos budistas e hindus.
No Japão é conhecida como Pagoda Tree, fazendo referência aos templos, principalmente, budistas.
Em muitas ilhas do Pacífico são usadas para fazer colares de flores. Na moderna cultura polinésia se uma mulher usa a flor do Frangipani na orelha direita significa que é descompromissada e se a usa na esquerda que é comprometida.
Na cultura Swahili é uma referência frequente nos poemas de amor.
É a flor nacional da Nicarágua e do Laos.


Em 1996 o escritor Mia Couto publicou " A varanda do Frangipani" aonde fala de vida, morte e reconstrução.
O romance é narrado pelo carpinteiro Ermelindo Mucanga, que morreu às vésperas da Independência, quando trabalhava nas obras de restauro da Fortaleza de S. Nicolau, onde funciona um asilo para velhos. Ele é um "xipoco", um fantasma que vive numa cova sob a árvore de frangipani na varanda da fortaleza.


19.9.14

Ao lado da porta de entrada de casa, há aproximadamente uns quatro anos plantei uma cerejeira.Qual não foi minha alegria ao perceber que pela primeira vez ela está dando flores.Ainda são poucas, tímidas, somente nas pontas dos galhos mais altos.Mas já é uma promessa para o próximo ano!

"Originária da Ásia, na cultura japonesa (chamada de sakura, identificando tanto a cerejeira quanto a flor de cerejeira), a cerejeira era associada ao samurai cuja vida era tão efêmera quanto a da flor que se desprendia da árvore. O suco de cereja madura é de tão intenso sabor e cor que tem sido freqüentemente comparado ao primeiro gosto do amor. A flor da cerejeira já foi considerada uma das flores mais belas, tanto pelo seu formato como pela delicadeza e espessura das suas pétalas. Na Índia ela é considerada sagrada, e nas casas que tem essa flor nunca falta nada."(Fonte: Wikipédia)

E falando em cerejeira lembrei-me de uma ópera maravilhosa: Madame Butterfly

18.9.14

O Rio Atibaia faz parte da minha memória afetiva e agora ele sofre com a falta de chuva.
E a culpa é de quem? Por mais que eu queira dizer que é por causa de condições climáticas adversas, é um tanto óbvio que tem dedo podre do homem aí.
Poluição, represamentos clandestinos, assoreamento, consumo não consciente, obras irregulares são alguns dos motivos que contribuem para a situação atual.O problema não afeta somente um rio, ou parte dele, mas um sistema inteiro.
Em meados de agosto o sistema Cantareira estava fornecendo água para o Atibaia.Depois de umas poucas chuvas o processo foi suspenso.Só que parece que esta água evaporou ao bater nas pedras.E aonde antes havia água, hoje só vemos pedras.

   Foto: Adriano Rosa
Não vivo sem música.
Mesmo no mais profundo silêncio escuto os acordes eternizados em minha memória.
Talvez tenha me apaixonado pelos cinema por causa das trilhas sonoras.
Aos vinte e poucos anos comentei que iria assistir a apresentação de um amigo que iria interpretar músicas do Carmen Cavallaro.Alguém sutilmente fez menção de me corrigir achando que eu havia trocado o sexo da compositora.
Não, eu estava falando justamente do Carmen Cavallaro, do clássico. "Melodia Imortal"(1956). Melodia o quê?
Eddy Duchin Story. Eddy what???
Aí percebi que não era meu conhecimento cinematográfico que me distanciava dos outros e sim o musical.



A música Concerto de Varsóvia, também interpretada por Carmen Cavallaro, foi composta em 1941 para outro filme: "Dangerous Moonlight".
Ela é simplesmente maravilhosa!!!