8.8.07

Sempre gostei muito de Neruda, foi meu primeiro poeta de cabeceira e tem espaço cativo entre os meus favoritos. Copiei um trecho da poesia que o Caléxio publicou, pq acho simplesmente o máximo:

Pero
si cada día,
cada hora
sientes que a mí estás destinada
con dulzura implacable.
Si cada día sube
una flor a tus labios a buscarme,
ay amor mío, ay mía,
en mí todo ese fuego se repite,
en mí nada se apaga ni se olvida,
mi amor se nutre de tu amor, amada,
y mientras vivas estará en tus brazos
sin salir de los míos.

É , eu sou assim!
Muitas vezes contida, outras exagerada! Quando estou vivendo tenho rompantes de amar demais, sentir demais, tudo demais...
O que me lembra que estarei fora uns dias. Eu recebi um convite irrecusável para ir à Recife neste final de semana, com passagem e hospedagem pagas. Aproveito para levar minha mãe comigo, ela bem que gosta de uns programas diferentes assim...depois conto com detalhes como foi. Peço à Deus que a tanto a ida qto à volta sejam bem tranqüilas!!!

2 comentários:

luma disse...

Caléxio (cafeína)? De vez em quando vou lá!!
Boa viagem! Aproveita bastante! Beijus

Clau * disse...

Recife?
Natal?

Hmmm Recife nem me empolga tanto, mas Natal... ahhhhh Natal é bom demais, um tanto longe, mas o calor não é tanto problema no Nordeste quando se está à beira mar, lá tem brisa o dia todo que refresca e embala.

Andei mei afastada mesmo, depois de 3 dias de férias, não dá para achar que alguem se incumbiu de fazer aquilo que era minha responsabilidade.

Aos trancos e barrancos, é, tenho vivido uma montanha russa, à custa das decisões alheias infelizmente.

Fico no aguardo de notícias das paragens quentes do nordeste, pois aqui o tempo esfriou de novo e tenho querido muito aquecer as mãos numa caneca de chocolate quente...

Beijos amiga