6.12.13

Eu cresci escutando e lendo contos de fadas, magos e bruxas.
Acabei adquirindo um gosto especial por adaptações cinematográficas alternativas, ou seja, que Branca de Neve que nada.O primeiro desenho da Disney que assisti no cinema foi Bambi, logo de cara já fiquei revoltada, por que é que tinham que matar a mãe do bichinho? Contrariada e já geniosa desde pequena resolvi insistir e assisti Dumbo.Nem preciso dizer que a coisa só piorou.Acho que fui a única criança que detestou o desenho.
Minha primeira experiência positiva neste campo foi o filme A Flauta Mágica, baseado numa série televisiva com o mesmo nome.



Mais tarde, uma outra forte referência foi Labirinto:



Crescendo assim não dá para pensar e agir como a grande maioria.
Hoje, mais civilizada, e tentando viver em paz dentro de uma sociedade fútil, superficial e hipócrita, ainda tenho problemas de adaptação.
Muitas vezes prefiro me ausentar a participar.
E posso afirmar que esse sossego é a garantia da minha felicidade.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Hoje sinto-me sua alma gémea, Turmalina
Beijinho

Turmalina disse...

Carlos, meu amigo...é bom saber que meu modo de processar o mundo à minha volta encontra eco do outro lado do oceano.
Beijinho