30.8.13

Com uma irritação de desidratar até melancia e os cabelos ainda úmidos, presos num coque desde o banho da manhã, resolvi deixar o escritório mais cedo.Mal saí da garagem tocou o celular e eu calmamente respondi que só resolveria a questão que me trouxeram na segunda feira.Isso eu chamo de direito conquistado.Soltei os cabelos e o percurso do escritório até minha casa foi suficiente para secá-los.Estou pronta para o compromisso desta noite.
Entrei pela sala e fui direto para a cozinha pensando no que eu poderia levar.Somando o que eu tinha no armário com o que eu tinha na geladeira deu um bolo de frutas com essência de cassis.
E que não me peçam a receita, porque funciona mais ou menos assim: bati três claras em neve e reservei. Depois misturei bem umas 4 colheres de sopa bem cheias de margarina sem sal, três gemas, dois copos de açucar demerara e em seguida um copo de aveia em flocos.Acrescentei aos poucos um copo de leite, uma xícara de café de calda de cassis para sorvete e farinha de trigo até dar o ponto ideal, uns três copos.  Desliguei a batedeira, acrescentei duas colheres de sobremesa de fermento em pó, as claras e neve e duas xícaras de nozes e frutas secas picadas.Usei damasco, uva passa branca e preta, mamão, nozes e castanha do pará.
O bolo ficou mais ou menos como o da foto só que um pouco mais alto e mais fofo:


 (Fonte da imagem: http://www.pilotandoumfogao.com.br)

2 comentários:

Layla disse...

Nossa, minha amiga, isso é que é alquimia, transformar a irritação do dia em alimento... E que bolo lindo!
Um beijo muito grande.

Salaam
Layla

Turmalina disse...

Layla querida...cozinhar é um excelente exercício de transmutação.E meus bolos sempre saem carregados de afeto, Freud deve entender.Bjossssss