20.1.13

Essa coisa de arrependimento é ao mesmo tempo simples e complicada.Não me arrependo do que fiz, mas talvez até tenha me arrependido de não ter dito isso ou aquilo.Mas nada que me pese como a palavra remorso.Considero que perdi uma ou mais oportunidades, só isto..
Estudando e pesquisando a vida da médica que retratarei no documentário, em nenhum momento ela fala em arrependimento, de nenhum tipo.Resolvi perguntar-lhe e agora tenho medo da resposta, pois ela pode mudar substancialmente a essência do meu texto. Paciência...
E assim vamos seguindo adiante.
Falando em não arrepender-se, amo um trecho do livro" O evangelho segundo Jesus Cristo" do Saramago:

" Jesus tomou-lhe as mãos e disse, Nazaré não é longe de Magdala, um destes dias virei visitar-te. Se me procurares, aqui me encontrarás. O meu desejo será encontrar-te sempre. Encontrar-me-ias mesmo depois de morreres. Queres dizer que vou morrer antes de ti. Sou mais velha, de certeza morrerei primeiro, mas, se acontecesse morreres tu antes de mim, eu continuaria a viver, só para que me pudesses encontrar. E se fores tu a primeira a morrer, Bendito seja quem te trouxe a este mundo quando eu ainda estava nele".


2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Que bela combinação encontrou para nos falar do arrependimento, Turmalina!

Turmalina disse...

Carlos...tem dias em que estamos mais leves e as combinações acontecem meio que naturalmente.Boa semana prá você!!!