27.5.12

Crochet, crochet, crochet...adoro o outono e inverno porque é tempo de pegar as agulhas e lãs outra vez.
Ontem foi dia dos meninos da escola acamparem por aqui.O negócio começa no final da tarde e vira a noite.Algumas meninas dão uma passada, mas depois vão dormir em casa.O meu trabalho? Encomendar pizzas por telefone e fingir que nem noto a presença deles.Na verdade, prefiro mil vezes eles aqui do que na rua.Sei que eram umas duas e meia da manhã quando escutei a movimentação de colchões.Só escutei o arrastar dos móveis do quarto de modo a acomodar pelo menos meia dúzia deles naquele limitado espaço quadrado.E sempre dá certo, vejo futuros brilhantes matemáticos.Dormiram, nem sei que horas, e acordaram ligados no videogame.O café da manhã? A pizza que sobrou de ontem.Se eu não estivesse aqui seria o que iriam fazer mesmo, então já nem esquento mais a cabeça com um café da manhã politicamente correto.
Enquanto isso foi o meu crochet que andou.Nem mesmo para assistir A Tempestade, da Julie Taymor, eu parei.Mês que vem passarei uma semana fora e já fiz a mala do crochet.
Quanto ao filme, como todo o trabalho da diretora, é maravilhoso!!! Sou fã de carteirinha. Seu estilo tem sons e cores que combinam comigo. Isso sem falar que neste filme Helen Mirren está DIVINA, como a versão feminina do Próspero de Sir Willian Shakespeare.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não vi o filme. Também não faço crochet... mas gostei do relato, apesar das Pizzas ao pequeno almoço :-)
Beijinho

Turmalina disse...

Carlos...o filme é uma boa aula de dramaturgia, principalmente em tempos modernos.E a vista é uma beleza!!!
Crochet deixa que façam para você.E o pequeno almoço foi quase à hora do almoço.Gostei mesmo do seu texto da Amélia.Deixei lá o link para a música do Chico.
Beijos e boa semana :o)