21.4.11


Que delícia de feriadão!!!
Tudo bem que tiveram de enforcar Tiradentes para que isso acontecer, mas enfim sou-lhe grata por todos os motivos. Hoje estava separando as fotos da viagem e deparei-em com algo curioso.


Olhando bem de perto o que está escrito abaixo da estátua do Marquês de Pombal, devidamente acompanhado de seu leão de estimação, leio lá que entre suas reformas político-sociais está a emancipação do índios do Brasil.
É verdade que ele expulsou os jesuítas de Portugal e que conseguiu tirar o controle da Igreja sobre a educação tranferindo-o para o Estado.
Bem, mas pelo pouco que sei e pude apurar via wiki o que aconteceu, principalmente na região amazônica é que com a expulsão dos jesuítas, os índios passaram a não trabalhar mais para os brancos.Uma vez que segundo alguns historiadores eles trabalhavam (cooperavam) voluntariamente para os jesuítas.
Desconfio também dessa versão, acho que a coisa toda não era assim tão voluntária, mas enfim também nunca soube que foi o Marquês que emancipou os índios brasileiros.
O Marquês de Pombal é tido com um grande estadista e restaurador, principalmente devido ao seu trabalho de reconstrução de Lisboa depois do terremoto de 1755. E outra coisa é certa, a Inquisição sofreu duros golpes desferidos pelo Marquês.
E falando exatamente de Tiradentes, foi na administração do Marquês que a coroa portuguesa instituiu a derrama em Minas Gerais, fato este que acabou contribuindo para a Inconfidência Mineira.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Obrigado pela forma como descreve Lisboa.
Tenho pena que não tenha ido à minha cidade do Porto, porque tenho a certeza de que ficaria encantada. Com a cidade e com a gente.
PÁSCOA fELIZ

Turmalina disse...

Carlos...eu tb sinto muito não ter ido ao Porto.Tenho certeza que eu ia amar! Um excelente período instrospectivo, reflexivo e restaurador para você também.