16.3.11

A sensação de impotência diante do que acontece no Japão, é simplesmente pavorosa.
Cheguei a ter pesadelos na noite passada.Se tem uma coisa na qual eu acredito é que somos seres geradores de energia e que ela não tem fronteiras.E que de alguma forma a minha energia pode ir a todos os lugares.Assim sendo, há dias que fico em silêncio mentalizando que minha energia possa de alguma forma confortar corações e espíritos do outro lado do planeta.Só isso pode diminuir minha aflição, uma vez que tenho grande estima pelo povo japonês.Que todos tirem um minuto do seu dia para enviar sentimentos de amor, conforto e esperança para um povo que eu sei que vai se recuperar, mas que ainda tem um longo caminho pela frente.E aqui não cabe discutirmos a questão econômica e sim somente a humanitária.Afinal fazemos parte de um todo por mais que muitas pessoas pensem que não.
Ainda sobre o aniversário de Oswaldo Montenegro:

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Nos últimos dias, perante a impotência, resigno-me a ver a grande consciência e estofo moral dos japoneses. Um povo incrível!

Turmalina disse...

Carlos...eu os admiro profundamente!
E tenho torcido muito para que tudo se resolva o mais rápido possível.Que a ameaça nuclear fique beeeeeeeeeeem distante deles.