19.8.10

Minhas contas estavam erradas, eu achei que tivéssemos ainda uns 15 dias.Toca o telefone do escritório lá pela uma e meia da tarde e é de casa que estão ligando:
- Mãe, quando estoura a bolsa é uma água transparente que sai?
- Como assim filho?
- É que a gatinha tava encima da minha cama, começou a miar diferente e quando olhei tinha uma poça de água embaixo dela.
- Faz quanto tempo?
- Alguns minutos.
- Então pega uma caixa, forra com jornal, põe uma toalha velha, coloca a gata lá e qualquer coisa me liga.
- Posso deixar a caixa encima da cama?
- Pode.
Uma meia hora depois:
- Mãe, nasceu um gatinho e é todo cinza!
- E ele está vivo?
- Está.
- Então tá bom.
Muitas horas depois:
- Mãe, já nasceram dois e tem um terceiro nascendo, mas acho que tem um cordão enrolado no pescoço dele.
- Seu pai já chegou?
- Já!
- Então chama ele e qualquer coisa me liga.
Cinco minutos depois:
- Meu bem, o cordão tá enrolado no pescoço e acho que ele tá com dificuldade de respirar. Posso cortar?
- Com o quê?
- Pode ser uma tesoura?
- Pode.
- Depois te ligo.
Alguns minutos depois:
- Pronto...são três e estão todos vivos!
Nem preciso dizer que fiquei super ansiosa e já preocupada com a bagunça que eu ia encontrar em casa. Mas que nada, quando cheguei só precisei trocar a toalha da caixa e lá estão eles agora, todos limpinhos, limpinhos e quentinhos com a mamãe gata à lambê-los de tempos em tempos.Colocamos a caixa num canto do quarto e ligamos o aquecedor pois a noite está bem fria.Eles são lindos e quase indênticos. Todos são cinza claro e só um é um pouco menor.Nem fotografei para não atrapalhar.

2 comentários:

ameixa seca disse...

Ai, fiquei emocionada aqui deste lado. Que alegria :) Muitas felicidades para eles!

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

depois deste belo retrato de um nascimento triplo, fico à espera das fotos.