12.3.10

Quanta estupidez...isso prá ser educada, porque é melhor eu não dizer o que tenho vontade, deixa a raiva passar.
Acabo de saber que o cartunista Glauco, 53 anos, foi morto, por dois assaltantes, na porta da sua casa, juntamente com o filho Raoni, na madrugada de ontem para hoje.

Pequena correção: parece que não eram assaltantes, mas sim conhecidos, a polícia está investigando. Mas de qualquer forma isso não é justificativa.
Minha adolescência e juventude (que perdura até hoje) foram povoadas por personagens dele.
GERALDÃO - O principal personagem do Glauco é um consumidor inveterado de uns 30 anos, solteiro que mora com a mãe - com quem tem uma relação neurótica- e continua virgem até hoje. Geraldão bebe, fuma muito, vive atacando a geladeira e toma todos os remédios que vê pela frente. No começo, ele usava uma calça sem elástico. Hoje, passa o dia todo peladão.
DONA MARTA - Ela foi educada à maneira antiga e, tanto esperou seu homem, que acabou ficando para titia. Quando viu que não arrumaria namorado, passou para o ataque. Aliás, Dona Marta canta qualquer um. Pode ser o chefe, o boy do escritório, o entregador de pizza ou o salva-vidas. Mesmo não tendo o corpo em forma, ela se acha a mais gostosa do planeta.
CASAL NEURAS - O Casal Neuras, criado em 1984, é formado por uma mulher que não é mais submissa e por um homem com pose de liberal, mas que morre de ciúmes dela. O Neurinha é um cara que fez a revolução sexual e hoje se depara com a postura liberal das mulheres. Já a Neurinha desafia a repressão machista e faz o que dá na telha.
ZÉ DO APOCALIPSE - Zé é o "profeta brasileiro", aquele que acredita que o Brasil é o berço de uma nova raça, a terra do novo milênio. Zé do Apocalipse acredita ser o porta-voz da nova era e prega suas idéias em qualquer praça pública.
EDMAR BREGMAN - Este personagem é uma homenagem ao cineasta brasileiro Glauber Rocha e ao cinema novo. Mas Edmar Bregmam nunca terminou um filme. Seu único contato com o cinema foi ter feito os efeitos especiais de "Terra em Transe". E isso nada mais era do que buscar fumo pra moçada do set de filmagem. Seu lema é: uma câmera na cabeça e uma idéia na mão.
DOY JORGE - Doy Jorge é um verdadeiro junkie, um roqueiro malsucedido que se deixou levar pelas drogas pesadas. Para Glauco, este quadrinho é um registro da noite paulistana, inspirado em pessoas conhecidas e amigos. E, acima de tudo, é uma crítica ao consumo de cocaína, suas nóias e ressacas.
Embora GERALDÃO seja seu personagem mais famoso, meus favoritos eram o CASAL NEURAS, DONA MARTA e ZÉ DO APOCALIPSE.


Quem saber um pouco mais sobre o Glauco? Clica aqui.
Porra, Glauco, que merda, héin?

3 comentários:

ameixa seca disse...

Não conhecia mas já soube hoje cedo da notícia. Incrível como este mundo está!

pat disse...

Concordo. Uma merda mesmo.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Já tinha passado aqui a ler, mas na altura não pude comentar. É inacreditável esta história, Turma. Não apenas pela história em si, mas principalmente peal forma como revela aquilo em que nos estamos a tornar...