26.2.10

Conversando com o diretor do filme que estamos rodando, sobre detalhes técnicos e outros nem tanto, lembrei-me de "A Noite Americana" de Truffaut.Na prática descobri que ter muitas atrizes, com papéis relevantes no set, e ao mesmo tempo, é um pouco complicado.E quando você prepara e dirige essas atrizes é que a tensão aparece.Nada que a gente não contorne, mas algumas vezes pequenos detalhes ferem-lhes o ego profundamente. Há de haver muita sensibilidade...

Esta outra cena acho genial porque não conheço um cineasta ou cinéfilo que não tenha lido pelo menos 3 livros similares aos que aparecem na tela. E é uma excelente dica para quem quiser começar a entender o assunto. Eu destacaria livros que falem sobre o trabalho de Hitchcock, Lubitsch que foi quem dirigiu Greta Garbo em Ninotchka, Ingmar Bergman, Godard, Rosselini, Bresson, a estética ácida e surreal de Bunuel e o próprio Truffaut. Ou seja, praticamente todos...

Um comentário:

Rui Figueiredo Vieira disse...

Um blogue muito agradavel! Cumprimentos