8.12.09


Hoje por aqui é feriado, dia da padroeira da cidade, Nossa Senhora da Imaculada Conceição, o que eu acho até bom. Com a chuva forte e constante da madrugada algumas áreas estão alagadas e é melhor que as pessoas fiquem mesmo na segurança de suas casas. Eu só não entendo uma coisa, já que não sou versada em assuntos católicos.Se a mãe de Jesus, Maria, é uma só, porque é que existem inúmeras Nossas Senhoras? Já ouvi dizer que é por conta de suas aparições ou manifestações.Mas pera lá, mesmo assim, ela não continua sendo uma só?
Deixando de lado a discussão filosófica religiosa e com a temperatura mais amena me deu aquela vontade de fazer arte na cozinha...e o desafio maior é utilizar somente os ingredientes que tenho em casa, porque eu não quero tomar chuva, nem para buscar alface na horta.Tá certo, se a chuva der uma trégua vou buscar algumas folhinhas, afinal estão somente à alguns metros da cozinha. Porque uma saladinha de alface com queijo fresco, tomatinhos cereja e cenoura ralada vai muito bem. Acabei de fazer um tour pela net e decidi apostar na minha velha e boa receita de feijão branco. E fica aqui um pedido à Nossa Senhora, qualquer uma delas: que a chuva não faça muitas vítimas e nem deixe muitos desabrigados.Obrigada!
Imagem de Jan Deichner.

3 comentários:

Si disse...

Se for para ficar com água na boca, como fiquei com os seus cozinhados de uns posts abaixo, não saio daqui. Fico à espera e até trago um pratinho comigo, para não dar trabalho com a louça.
E para demorar mais um pouco, puxo a conversa relativa às N. Sras., sobre a qual, penso que a explicação se deve precisamente ao local das aparições. Ela é sempre a mesma, apenas rebaptizada, identificando cada um dos sítios e reforçando a tal 'omnipresença' que a religiosidade lhe imprime......... quer que vá ao quintal buscar a alface??? ;D

Turmalina disse...

Si...fico feliz que tenha vindo para o almoço.Pena que não tenha podido ficar mais tempo, afinal assunto é o que não falta.
Obrigada pela chuva que tomou para buscar a alface, mas tb acho que ela fez a diferença.Qto às N.Sras agora compreendi, mas continuo aqui com a universal Mãe Maria.
Dá próxima vez prometo uma sobremesa caprichada. E não se esqueça de voltar sempre.Eu adorei a visita :o)

Luci disse...

Tur, que imagem MARAVILHOSA retratando a chuva, fiquei boba! Lindíssima! Eu que sou amante da (boa) chuva, aquela sublime que não causa estragos, amei!
beijos enormes pra vc!