17.11.09

Acordei cedo e depois que o filhote saiu prá escola aproveitei para cochilar mais uns minutinhos. Eu estava quase apagando quando escuto "Plénnnnnnnn" no meu ouvido. Era o telefone e não eram nem sete e meia ainda. O negócio foi levantar, tomar banho e sair prá trabalhar. O dever me chamava...e que dia...um calor sufocante nas ruas e a cabeça fervilhando de informações.
Parece que o mundo todo resolveu liquidar todos os seus problemas e tirar todas as suas dúvidas num dia só. Não tive tempo nem prá beber água.Mas o saldo do dia foi positivo e isso dá uma animada.
Ao voltar prá casa precisei de uns 30 e poucos minutos antes de recomeçar no batente. Tirei os sapatos, deitei na cama e fiquei fazendo palavras cruzadas.Depois de alguns minutos eu estava nova em folha. Acho normal descansar a cabeça com algum tipo de exercício mental.Aí sim pude ir prá cozinha.
Como não estava assim tão corajosa descongelei uma carne assada com bastante molho, do tipo madeira, e preparei um arroz branco com cenoura. Prá beber, um chá mate bem gelado.E o melhor filho do mundo é aquele que ao final do jantar , de forma sincera e verdadeira, elogia seu arroz com cenoura.E assim todo dia é um dia feliz e o amor pode residir em pequenas frações desse dia.
Uma excelente noite de sonhos para todos!!!

5 comentários:

ameixa seca disse...

Que postagem bonita :)
Boa noite e até amanhã!

Zoe disse...

boa noite e bons sonhos.

amanhã de manhã para o pequeno almoço tens bolas da avó, muito estaladiças.
já coloquei duas fotografias no blog para veres como são as famosas...

ciao
até amanhã
zoe

Pitanga Doce disse...

Como diz a Copélia: "prefiro não comentar"!

beijos pitangueiros

Renata disse...

Pois é bem como uma propaganda da televisão: depois de um dia corrido e cansativo de trabalho, chegar em casa, fazer uma comida simples e o filho elogiar,demonstrando que foi maisum dia feliz. Agradecimento e sensação de tarefa cumprida, né?

Beijo

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Eu por vezes queixo-me de muito cansaço, mas depois penso: que sorte tenho de chegar a casa cansado, saber que ainda vou trabalhar pela noite dentro,mas chegar ao fim e concluir que tenho muita sorte por fazer aquilo de que realmente gosto.
Uma boa noite para si também