27.8.09

Quando jovem e até pouco tempo atrás, eu fugia das festas, principalmente as de família. Nunca fui de ter muita paciência em rodinhas de comadre. Aliás ainda não tenho.Acho que é porque vejo o mundo de outra forma.Era marcar uma festa que eu dava um jeito de viajar para algum canto. Mas aí o tempo foi passando, as crianças foram nascendo e eu fui ficando.No próximo sábado tenho o aniversário de 3 anos do meu afilhado. Eu juro que pensei em não ir, afinal o aniversário mesmo foi na semana passada e eu já dei beijos, parabéns e inclusive o presente. Aí ontem à noite falando com a mulher do meu primo, a filhinha fofa dela, com 3 anos também, me pergunta se eu ia à festa no sábado.
- Tia Carlinha, vc vai na festa sábado? Pq eu vou!
- Acho que vou, querida.
- Vai sim , Tia Carlinha.
- Tá bom, então eu vou.
- Vc vai de fantasia?
- Não dá , Pi. Eu sou gente grande.
- Dá sim, Tia. Eu vou de borboleta. E vc?
Vendo que ela não ia ceder respondi:
- Ah... se der então vou de Fiona.
- Mãe!!!, ela gritou, A Tia Carlinha disse que vai de Fiona então vc pode ir de Branca de Neve.
- Mas Pi, eu não sei se a minha roupa de Fiona tá aqui.Eu preciso procurar.
- Então vai de plincesa mesmo!
- Mas eu não tenho fantasia de princesa.
- Tia Carlinha, vc já é um plincesa.
Depois dessa como é que eu posso não ir.

2 comentários:

Veroca disse...

UALLLLLLLL! Já sei que sábado terá mesmo um compromisso inadiável amiga. Beijo meu.

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também fugia das festas de família, em miúdo. Hoje quase não tenho família, já não preciso de fugir, mas se alguém me falasse do jeito de sua sobrinha, de certeza que também não conseguia recusar!