7.10.08

Assistindo ao noticiário eu não agüentei e voltei:
Eu tomo Arcoxia 90 mg, cuja comercialização na versão 120 mg está proibida pela Anvisa desde a semana passada.O laboratório se defende dizendo que a medicação não provoca todos essses efeitos colaterais que a Anvisa citou.E eu concordo com o laboratório.
O problema aqui no Brasil é que as pessoas tomam remédios sem prescrição médica.Eu tomo Arcoxia, 6 dias por mês, todo mês, receitado pelo ginecologista desde 2006.E meu médico é considerado um dos melhores doutores professores do estado de São Paulo.Eu passei por poucas e boas até chegar nele e hoje me considero no paraíso por ter a oportunidade de ser atendida por ele. Um dos efeitos colaterais que a Anvisa aponta é o aumento da hipertensão arterial. Como eu tenho hipertensão moderada a administração do medicamento no início foi monitorada.Depois de todos esses anos e fazendo check-up anual no cardiologista, a minha saúde continua excelente. O Arcoxia não altera em nada a minha pressão.Meu único e eterno problema é sempre o excesso de peso, que também eu já tiro de letra.
O que eu quero dizer é que sei que um remédio que pode ser excelente para uma pessoa, pode matar outra.Mas isso pode acontecer até mesmo com uma inocente Aspirina. Então, será que existe mesmo a necessidade de proibir determinados remédios?
Outra coisa que eu não entendo é que eles proibem a versão 120mg, mas deixam à venda as versões 90mg e 60mg. Na minha matemática 6+6=12.
Deixa eu ir trabalhar, que eu ganho mais :o)

Um comentário:

Sotão 61 disse...

tive o desprazer de trabalhar numa empresa que 99% dos importados dependia da anuência da "Donanvisa".
Cada vez que precisava ir até lá para uma reunião, levava meu penico auditivo. Discordo de muita coisa que eles fazem, pelo fato de terem a fama de que são honestos (pelo menos o pessoal que tinha contato), tinham o rei na barriga para mandar e desmandar se se importar com as consequências.
Dias difíceis...
bjs Miaw