17.5.07

O minha manhã de fimagens ontem foi super produtiva, embora isto tenha me cansado um pouco além do normal. Eu me senti pesada, por conta da carga emocional que foi forte demais. Ontem mergulhei um pouco mais fundo no universo da Aids. E aí vc descobre aspectos da vida dos portadores que vc nunca imaginaria.São histórias de superação, mas para estas pessoas chegarem aonde estão hoje o caminho foi extremamente difícil. E muitos se emocionam lembrando do que já passaram.A sobrevida hoje depende muito da força de vontade de cada um e da regularidade na ingestão dos remédios.É verdade, a sobrevida melhorou e muito, mas só se a pessoa não desistir dela mesma.Viver bem com a doença hoje significa estar exercitando diariamente o trabalho do corpo em conjunto com a mente.Foi uma manhã super produtiva aonde eu aprendi muito sobre superação.
É... a vida está aí, correndo na nossa frente, não dá prá ficar parado olhando, não? Depois do assalto lá no escritório, eles resolveram mudar para um prédio comercial no centro da cidade.E eu que odeio trânsito...Mas enfim, não tem jeito, né? A vida nunca é tudo o que queremos...
Ai, ai...e hoje meu filhote foi viajar com a escola. Foram para um lugar qualquer, aliás uma pousada perdida no meio da serra fluminense, cercada de mato e cachoeiras.Eles vão adorar...eu é que sou uma mãe preocupada demais.Pôxa, mas ele tem sóóóóóóóóóóó 11 anos....e eles sóóóóóóóóóóó voltam no sábado à noite!!! Um dia eu aprendo...
Como um dia ainda aprendo mais um monte de coisas, começando por saber amar demais sem precisar estar o tempo todo ao lado das pessoas que amo. E olha que não é por medo de perdê-las e sim por vontade, verdadeira, de estar junto!!! É por prazer...
Como tudo é complicado!!!
Bem, vou tomar um café pq aquele buraco no meu estômago está começando à voltar...é a fome: fome de ser, fome de ter, fome de estar e vc? Tem fome de quê?

2 comentários:

Claudia * disse...

Ahhh amiguinha, tenho fome de tanta coisa... rsrsrsrs

Mas de comida tenho andada comedida, a saúde tem pedido uma ingestão menor de guloseimas e outros prazeres alimentares.

Essa etapa dos filhos viajarem consegui superar na boa, você bem sabe como, sempre foi costume na família dar asas aos pássaros para aprenderem a voar o quanto antes.

E sei que o voar não é para longe, mas é importante saber voar, não acha?

Um, beijo doce (diet hein, hehehe)

clarabeauty disse...

do novo. Meu alimento é a novidade.