26.2.07

A lua hoje está maravilhosa...entre nuvens de diversas nuances ela se destaca por seu brilho e forma! Sou apaixonada pelas noites de luar.Perco, ou melhor, ganho preciosos minutos observando-a.O seu brilho quase hipnótico me induz à reflexão, vai buscar lá dentro o que vive em mim. Penso que aqui dentro ainda sou um turbilhão de emoções.Não sei viver sem ser intensa.A vida bem que tenta me ensinar à ter mais calma, à ir mais devagar, à sentir com menor intensidade.Mas não tem jeito, só nascendo de novo!!! Talvez eu nem me expresse tão bem assim.Mas meus olhos não disfarçam...eles me entregam sem a menor cerimônia.Qdo estou filmando, sinto que eles faíscam.Quando estou triste, carente ou chateada eles ficam caidinhos, caidinhos, mas não são muitas as pessoas que percebem.O que mais me chateia? Eu não chamaria de falta de compreensão, mas talvez falta de perceber o outro. Qdo a gente se preocupa em perceber o outro, qualquer relacionamento, seja pessoal ou profissional, flui muito melhor.É o importar-se! Eu me importo sim com as pessoas que convivem comigo... Por definição amor significa afeição profunda pelo outro.Eu me importo pq sinto uma afeição profunda, pq amo!!!

2 comentários:

Claudia* disse...

A lua sempre me enfeitiçou também, mas sempre foi nas estrelas que minha mente sempre viajou.

Essa coisa da intensidade que também compartilho com você, amiga, mais afastou por assustar dso que aproximou por cativar as pessoas.

Ainda assim, a intensidade no sentimento é da minha natureza, já tive a ilusão um dia de que isso seria controlável, mas nem perdi tempo em analisar, sentimentos controlados soam falso, prefiro deixá-los fluir.

Claudia* disse...

Faltou a revisão da redação, me desculpe os errinhos *pisc