24.10.15

Sobre os estranhos sentimentos que alimentam, ou não, as relações afetivas:

Hoje cedo acordei, tomei café e voltei prá cama para ler um pouco.
Acabei adormecendo e sonhei.Neste sonho uma amiga que tenho há muitos anos, pelo menos uns 30, me visitava.Na vida real pouco nos encontramos mas ela vive prometendo que uma hora vamos tomar um café.Até entendo, moramos em cidades diferentes, somos as duas super ocupadas, fica difícil mesmo.O importante é que a gente se gosta!
Voltando ao sonho, ela me visitava e tomávamos café na sala de casa.O cara metade chegou e percebi que rolou um ciúme.Por conta do capricho da mesa do café, das histórias das quais ele não fazia parte e das risadas, do bom humor, daquele efeito de bobeira que dá quando encontramos velhos amigos.
Aí acordei!
Fico pensando que as relações afetivas tem destas coisas mesmo. O ciúme permeia quase todas.E tem também a cumplicidade de anos, as afinidades e os detalhes que fazem a diferença nas nossas relações com os outros.
De qualquer forma adorei o sonho, foi uma forma de encontrar alguém que gosto muito e que me faz um bem enorme! Obrigada, Clau.

  

2 comentários:

*Clau disse...

Então vamos fazer esse café passar do sonho para a realidade, mas o ciúme podemos deixar de lado não é? rsrsrs

Beijos

Turmalina disse...

Claro, Clau! Afinal foi só um sonho...

Beijos