1.10.12

Dias longos, dias soltos, dias bons...assim é que quero meus dias! Também não quero contá-los como fez Florentino nos tempos do cólera: 51 anos, 9 meses e 4 dias.Por isso quero-os soltos, assim como as horas e as ondas que quebram seja no mar ou seja no rio, sem mais nem porquê, orquestradas pelo que é invisível aos olhos.

2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Também tenho saudades dos dias soltos. Mas está tão difícil por cá...

Turmalina disse...

Carlos...meu bom amigo, tenho torcido tanto por vocês!