1.4.12

Faz tempo que não me sento diante do monitor e escrevo aqui de verdade.Culpo a falta de tempo, penso que talvez seja mal estar de um veneno aqui e outra preguiça alí.Mas acho que não é nada disso.É um pouco de falta de eco. Tenho produzido muitos textos e somente ontem escutei retorno de um deles.E foi sensacional.Era uma pequena platéia de 15 ou 20 pessoas.Depois da exibição, alguns comentaram o que acharam do filme.O que eu considerei o mais importante é que todos compreenderam a mensagem que meu texto tentou passar.Principalmente porque este texto em especial foi trabalhado por uma equipe de alunos de cinema, sem a minha participação e interferência. E algumas vezes é esse eco que procuro em outras áreas da minha vida.No meu cotidiano, na maioria das vezes tenho de tomar decisões sozinha.Não existe espaço para que eu seja escutada e que isso gere um retorno qualquer.Não há tempo. Na verdade me falta tempo.
 

4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Padeço do mesmo mal e às vezes deixo-me até invadir por algum desânimo, mas logo passa :-)

Turmalina disse...

Carlos...tô aqui lutando para vencer o desânimo...mas logo passa.Obrigada :o)

Blondewithaphd disse...

Parabéns pelo eco, pelo retorno! Tantas e tantas vezes que isso nos faz falta e tantas mais vezes ainda em que não o escutamos. Parabéns!

Turmalina disse...

Blonde...obrigada, querida.Logo mais vou lá te ler, que estou com saudades :o)