5.11.11

Eu sabia que o roteiro estava chegando ao fim com a fala de Macduff :
"- Macbeth, saiba que estou chegando para acabar com o encantamento que o manteve vivo até hoje." Sabem o que matou Macbeth? Não foi a sede de poder, mas sim excesso de confiança. E acho genial a forma como Shakespeare resolveu a questão. Missão cumprida, até agora.Amanhã vou fazer a planilha orçamentária.Eu pensei que seria um pouco trabalhoso adaptar as falas clássicas da obra para uma linguagem mais próxima de adolescentes de 13 a 17 anos.Mas que nada, foi até que bem tranqüilo.
Mesmo cansada, estressada, com a cabeça em questões determinantes para a minha vida, é escrevendo que relaxo e me transporto.
E falando em me transportar, não era minha intenção repetir o Zeca Baleiro, mas gostei muito da escolha de Luzes da Cidade para ilustrar a poesia musicada de e.e. cummings :




Nalgum Lugar

nalgum lugar em que eu nunca estive, alegremente além
de qualquer experiência, teus olhos têm o seu silêncio:
no teu gesto mais frágil há coisas que me encerram,
ou que eu não ouso tocar porque estão demasiado perto

teu mais ligeiro olhar facilmente me descerra
embora eu tenha me fechado como dedos, nalgum lugar
me abres sempre pétala por pétala como a Primavera abre
(tocando sutilmente, misteriosamente) a sua primeira rosa

ou se quiseres me ver fechado, eu e
minha vida nos fecharemos belamente,de repente,
assim como o coração desta flor imagina
a neve cuidadosamente descendo em toda a parte;

nada que eu possa perceber neste universo iguala
o poder de tua imensa fragilidade: cuja textura
compele-me com a cor de seus continentes,
restituindo a morte e o sempre cada vez que respira

(não sei dizer o que há em ti que fecha
e abre; só uma parte de mim compreende que a
voz dos teus olhos é mais profunda que todas as rosas)
ninguém, nem mesmo a chuva, tem mãos tão pequenas

E.E. Cummings
(tradução: Augusto de Campos)

2 comentários:

Lucia Luz disse...

Tão boa a sensação de missão ´terminada não?
Beijinhos

Lucia

Turmalina disse...

Lucia...é excelente...bom domingo prá vc.Beijos :o)