25.8.11

Acordei pensando em prioridades...culpa dos longos discursos que faço na filial sobre o quanto é importante saber priorizar o trabalho...
Mas acordei pensando justamente no que é mais importante no campo pessoal.Outra tarde mesmo desmarquei todos os meus compromissos para estudar história com meu filho.Juro que não sei o que alguns professores fazem em sala de aula.Mais uma vez esbarramos na questão da priorização.
Meu filho diz que o professor de história coloca a matéria na lousa, ou no telão, explica, tira as dúvidas muito rapidamente e aí toca o sinal.Na aula seguinte ele não volta ao que foi dado anteriormente.E para quem tem dificuldades com a matéria parece um eterno caminho sem volta.
Sentei-me para estudar às 15:00h e só paramos às 19:00h.E durante esse tempo meu filho realmente aprendeu sobre o final da Primeira Guerra Mundial, A crise de 29, Roosevelt, Fascismo, Nazismo, Segunda Guerra Mundial, Hiroshima e Nagazaki.E eu não fiz mágica alguma...se bem que eu sou super dramática, até um tanto hiperbólica, mas uso exemplos bem concretos e próximos da realidade de um garoto de quinze anos.O importante é que deu certo e que ele só tem dificuldade mesmo em História.
Mas enfim, não era bem sobre isso que acordei pensando.
Amanheci tentando entender como priorizo meus desejos, assim como a concretização deles.E não cheguei a conclusão alguma. Vou trabalhar que eu ganho mais...

4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Pois é, Turmalina, não adianta muito priorizar os desejos se à frente de tudo temos uma obrigação- sem a qual não poderemos satisfazer os nossos desejos.
Resta conseguirmos ter um trabalho que nos satisfaça. Essa é, para mim,a grande prioridade.

Turmalina disse...

Carlos...meu trabalho até me satisfaz, o problema está no quanto ele me consome, ou no quanto eu permito que ele me consuma.Na verdade tenho mania de acumular funções e projetos.E fui criada dentro da máxima: primeiro a obrigação, depois a devoção.Preciso me priorizar :o)

Blondewithaphd disse...

E no meio das nossas vidas tão complicadas priorizar é tão difícil e tão preciso.

Turmalina disse...

Blonde...tá difícil :o)