15.1.11

Não entendo a logística dos resgates. É sabido mundialmente que as chuvas causaram inúmeras mortes e muita destruição por aqui. Até esta manhã foram contabilizadas 558 mortes.E tem muito mais, afinal são muitos os locais isolados (e parcialmente soterrados) ainda.
Ontem assisti à dois helicópteros da Marinha, um Esquilo e um Puma, resgatando pessoas que se encontram em áreas isoladas, aonde falta desde água e comida até roupas e remédios. No total são agora 7 helicópteros (5 do Estado do Rio) trabalhando no resgate. O exército disponibilizou também alguns caminhões e 105 homens, segundo informações da mídia local. E também mais alguns helicópteros.
Até agora foram identificados cinco pontos de deslizamentos distintos: Nova Friburgo, Teresópolis, Petrópolis, Sumidouro e São José do Vale do Rio Preto.

Não há luz, telefone, transporte e água potável nas principais cidades atingidas. A sorte dos sobreviventes é que o brasileiro é solidário por natureza. Os bombeiros e a Defesa Civil fazem o possível e o impossível, mas são um somente um grão de areia diante da grandeza dessa catástrofe.Mesmo assim a água e a comida está chegando com muita dificuldade e em pequenas quantidades às áreas isoladas.Que falta fazem mais alguns helicópteros...
Voltou a chover forte na região nesta tarde de sábado e a previsão é de mais chuva.Os governos Federal e Estadual liberaram verbas para a região, mas aonde está o material humano?
A Assessoria de Comunicação do Ministério da Defesa apresentou relatório de suas atividades na região:

- 506 militares (396 do Exército; 102 da Marinha, no apoio ao Hospital de Campanha; e 8 da Força Aérea Brasileira - FAB)
-11 Helicópteros (6 do Exército, 3 da Marinha e 2 da FAB)
-Ambulâncias- 3, da Marinha
-Viaturas- 52 (27 da Marinha e 25 do Exército)
-Máquinas pesadas- 4, do Exército (2 retro-escavadeiras e 2 pás carregadeiras)
-Geradores/Iluminação- 2 geradores e uma torre de iluminação, do Exército;
-Barracas- 15 (10 da Marinha e 5 do Exército)
-Hospital de Campanha- 1, da Marinha.

É claro que isso já ajuda e muito, mas as forças armadas possuem um contingente de aproximadamente 280.000 militares na ativa. Eu ainda gostaria de ver uma ação um pouco mais agressiva, ou pelo menos, volumosa e um tanto menos vagarosa!
(Imagem: Jadson Marques)

2 comentários:

Reflexos disse...

Para tudo isto que está a acontecer só uma palavra: horrível!

E da minha parte mando muita força e muita fé.

Turmalina disse...

Obrigada, querida!
Sua força e fé são de grande valia
o)