30.10.10

Ontem à tarde levei minha mãe ao médico e enquanto esperava escutei uma das recepcionistas reclamando para a outra que elas iriam trabalhar na segunda feira e que todas as amigas dela iriam para a praia ontem mesmo e que só voltariam na terça feira à noite.
Logo em seguida, o rapaz que estava ao meu lado também reclamou que iria trabalhar na segunda. Depois foi um senhor à minha frente e assim por diante.Todos naquela sala vão trabalhar na segunda feira, como também devem votar no domingo.
Depois escutei a mesma queixa no elevador, no escritório, no mercado, na farmácia e assim por diante. A televisão anuncia números extraordinários de passagens de ônibus vendidas na região.Em cidades turísticas, a ocupação dos hotéis já está em 80%.
Parece que ninguém tem a preocupação de votar e muito menos escolher quem vai governar o Brasil nos próximos anos. Escutei diversas pessoas que circulam por onde eu passo diariamente, comentando que iriam viajar nesse feriado de Finados.Também, a culpa é dá própria justiça eleitoral que cobra uma multa de R$ 3,50 de quem não votar. Eu acho muito pouco! Uma coisa é ir à urnas e anular o voto e outra é simplesmente não votar.Porque ainda temos a possibilidade de mudar de idéia.
Mas enfim, o brasileiro é louco por feriados prolongados, estradas cheias, praias abarrotadas, fila na padaria, falta d'água e etc.Honestamente, eu prefiro ficar aqui trabalhando.

3 comentários:

Anônimo disse...

O valor da multa cobrada àqueles que não votam é altíssimo. No meu modestíssimo entender o voto é livre, vota quem quer. Assim deveria ser. E depois vêm dizer que no Brasil existe uma democracia ... ora, faça-me o favor ... Este seu post agrediu-me os olhos e o pensamento e foi mesmo um soco na cara com o peso de uma grande asneira.

Turmalina disse...

Anônimo...minha intenção não foi a de agredir quem quer que seja.
No meu cotidiano sou contra as obrigatoriedades, mas neste caso específico acho que todos devem votar.E independentemente da multa.Concordo que a penalidade não seja nada democrática e obrigada por fazer-me refletir sobre isso.
Talvez eu não tenha me expressado corretamente, porque o que eu gostaria mesmo é que todos tivessem o impulso de ir às urnas depositarem sua vontade, seja ela de votar em um ou outro candidato ou mesmo de anular o voto.

Paloma disse...

A mim incomoda demais esta euforia
que sempre antecede os ditos feria-
dões. Muita gente querendo fazer
nada. Depois ainda reclamam que não
há empregos. Acho que temos feria-
dos em excesso e, para completar o
prejuizo, ainda querem ficar em ca-
sa no dia útil,anterior ao feriado.

É muito dificil a tarefa de votar,
pois os politicos não são confiá-
veis. É escolher o que acharmos me
nos pior.