9.7.10

Já houve um tempo em que soube ser muito mais que uma, transformar-me em muitas, estar em todos os lugares, abraçar o mundo como se ele fosse terminar na manhã seguinte.Mas minha vida realmente começou no dia em que aprendi à viver cada dia de cada vez.Está certo que ainda me atrapalho. Têm dias em que passado, presente e passado se misturam, mas tudo bem que eu também aprendi que o melhor é não ser mesmo perfeita. Oh...divina imperfeição que me permite ser quem eu sou sem cobranças, críticas ou ares de desaprovação.E poder escutar Cole Porter sem pressa e sem motivo. Obrigada, Mani!



4 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

aprender a viver, é mesmo saber viver um dia de cada vez e poder saboreá-lo.
Estou de regresso.
Beijinhos

Turmalina disse...

Carlos...estamos de regresso. Gosto muito de ir, mas gosto mais ainda de voltar :o)

Milu disse...

Olá Turmalina!

Venho agradecer o seu comentário lá no meu blog, que por falta de tempo e disponibilidade psicológica anda um tanto desprezado. Acontece que tenho andado empenhada num projecto maior, isto é, dar vida a um sonho meu, e, quando pretendo atingir um objectivo concentro nele todas as minhas forças. Brevemente virei à tona, até porque já tenho saudades deste convívio que a Internet nos proporciona. Até lá desejo-lhe as maiores alegrias e que continue assim - feliz e serena.
Muito obrigada por se ter lembrado de mim.
Um beijo.

Teté disse...

Adoro a voz do ruivinho, por acaso /coincidência ainda postei uma música dele no facebook (que não foi essa, que não escolhi por preferir a versão da Ella... sendo que gosto à mesma!)

Mas erros de percurso todos temos, que santinhos não somos! :)