27.6.10

Tudo começou no final do ano passado quando o pequeno G., com 3 anos de idade, chegou ao abrigo."Ele pouco se movimentava e veio trazido pelo Juizado de Menores.Seu histórico indicava que ele deve teve ter sido mantido por muito tempo numa única posição, dobrado em forma de um "u", com os braços esticados sobre as pernas.E ele não falava, não abria um dos olhos e havia inclusive uma suspeita de autismo.
Hoje, passados alguns meses, ele ainda não fala mas já se comunica e reage de forma muito positiva aos estímulos externos.Inclusive adora posar para tirar fotografias.Infelizmente não posso divulgar sua fotografia.Depois de passar por médicos especializados, foi diagnosticado que ele sofre da Síndrome da Hipomelanose de Ito, não fala, não anda e é cego de um olho devido à uma infecção não tratada quando era menor .
A Hipomelanose é uma doença de pele que envolve complicações neurológicas. Mas ele já consegue, se apoiando nos joelhos, segurar-se com as costas eretas na lateral do berço. Isso deve-se muito ao trabalho de fisioterapia que está sendo desenvolvido com ele.Mas para que ele possa continuar seu atendimento num centro especializado, ele precisa estar matriculado na rede pública de ensino.E para tanto precisa de uma cadeira de rodas para freqüentar as aulas especiais."
Este texto escrevi no começo do mês, e como milagres acontecem e ainda existe muita gente com boa vontade por aí, ontem de manhã fomos entregar a cadeira de rodas no abrigo.Ela foi feita especialmente para o pequeno G. segundo suas medidas e respeitando suas limitações. A sala foi tomada de emoção quando depois de colocado na cadeira, com o tronco firme e preso ao encosto por uma faixa peitoral, ao se sentir seguro, ele abriu os braços como se pudesse voar e deu um grito de alegria.Nessa hora eu quase desabei pois pude ver a vida que habita nele e ela é imensa.

3 comentários:

Jorge Márcio disse...

cara TURMALINA
Eis a prova de que somente a generosidade e amorosidade também podem realizar pequenos e surpreendentes "milagres" afetivos que buscam dar vez e voz aos que sobrepujam a exclusão, o hospitalismo, a rejeição e demonstram a superação quando suas changes e oportunidades são equiparadas... UMDOCEABRAÇO JORGE MARCIO

Turmalina disse...

Obrigada Jorge...seu comentário me fez escrever um pouquinho mais sobre o que(ou quem)é que realmente opera milagres :o)

ameixa seca disse...

Fiquei emocionada deste lado! De facto existem pessoas muito boas, pessoas como vocês :)