5.5.10

Ontem eu estava tão cansada que nem pude compartilhar minha alegria ao descobrir, chegando em casa, um presente da natureza. Ao lado de uma árvore que eu julgava ser uma castanheira vejo caídas umas nozes conhecidas.Minha castanheira é na verdade uma nogueira...e de nozes do tipo pecã, que eu acho divinas, além de serem as favoritas da minha mãe.
Como é que uma pessoa não sabe que tem uma nogueira em casa? Bem, eu explico...no meu tempo de paisagista andei por muitos pomares e diversas floras.E assim acabei ganhando mudas de árvores de todo o tipo. Quando replantamos uma muda, não é sempre que ela pega e com passar o tempo vamos esquecendo também do que plantamos aonde.Assim tenho uma vaga idéia do que eu plantei, principalmente porque não é tudo que vinga.Por enquanto deram frutos duas pitangueiras, um limoeiro, dois pé de lichia, um pé de abiú e a surpreendente nogueira.
Na verdade são duas nogueiras plantadas, mas somente uma deu frutos.E como acontece com outras plantas, a nogueira precisa ser plantada em pares para frutificar, através da polinização. Tínhamos aqui um cajueiro que dava muitos frutos, mas isso porque no vizinho havia outro.Desde que o vizinho tirou o cajueiro de lá, o daqui não deu mais frutos.
A Pecã é rica em ferro, vitamina E e ácido elágico (que pode inibir o crescimento de células cancerígenas). Dizem que esta nogueira pode chegar à 20 metros, as minhas por enquanto não passam dos 2, ou seja, são quase bebês. Nesta primeira florada ela deu pouquíssimos frutos, mas não tem importância, porque eu fiquei muito feliz mesmo!!!

3 comentários:

ameixa seca disse...

Pecãs são as minhas favoritas. Que sorte :)

Zoe disse...

adorei o abiú, a palavra, porque a árvore, desconheço em absoluto. fez-me foi lembrar uma outra palavra, gabiru, que eu acho bem divertida. Apenas a palavra, entenda-se...
beijocas

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Manifesto a minha ignorância acerca de tal exemplar.