29.4.10

Estou mais do que aborrecida, preocupada, com o derramamento de petróleo no Golfo do México.É o tipo de coisa que não pode passar despercebida. Acho nem mesmo os americanos sabem o tamanho do estrago e todas as suas conseqüencias. E o Capitão Planeta, infelizmente, não existe na vida real. O impacto sobre a vida marinha é violento e cruel demais, afinal não é nada natural que se despejem 800.000 litros de petróleo no oceano, diariamente. E serão prejudicados, além de todos os animais marinhos da região, os pescadores que vivem da pesca na Louisiana e imediações. Não escrevi antes porque meu tempo está apertadíssimo pois além do trabalho habitual, temos de finalizar o filme até o começo do mês. A imagem abaixo, que mostra a mancha de óleo como um borrão cinza escuro no canto direito, é do satélite Envisat, da Agência Espacial Européia.

Enquanto isso em Terra Brasilis, logo cedo fui fazer um estudo fotográfico para o cartaz do filme. A modelo, que também é uma atriz competentíssima, foi meu plano B. Afinal, vocês se lembram que na semana passada a outra atriz resolveu que não queria mais aparecer no material de divulgação? Então, foi isso e foi super chato o que aconteceu...mas por outro lado acho que foi sorte nossa.Essa nova menina já fechou conosco o próximo filme e resolvemos testá-la para o papel de protagonista. Mas esse projeto é longo e agora temos prioridades mais urgentes. Compartilho com vocês as fotos do estudo para o cartaz em primeira mão:


2 comentários:

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Quanto ao derrame, partilho da mesma opinião, como escrevi lá no CR.
Em relação ao cartaz, achei muito bom!

ameixa seca disse...

Quem realmente se preocupa com o planeta, só pode ficar chateado com estas coisas. Eu estou bem chateada...