14.1.10

Zilda Arns

Como bem lembrou o Jorge Marcio , por e-mail, hoje cedo:

" Há homens (e mulheres) que lutam um dia e são bons, há outros que lutam um ano e são melhores, há os que lutam muitos anos e são muito bons. Mas há os que lutam toda a vida e estes são imprescindíveis" Bertold Brecht

Eu bem que tenho lá minhas diferenças com a Igreja, mas reconheço o trabalho primoroso de Zilda Arns na Pastoral da Criança e na Pastoral do Idoso. Aos 75 anos, ela foi uma das vítimas do terremoto no Haiti. Enquanto caminhava pelas ruas de Porto Príncipe, foi atingida por destroços de um edifício durante o tremor. Médica sanitarista, seu trabalho envolvia a divulgação e a promoção de ações preventivas de saúde, nutrição e educação para crianças, de zero a seis anos, em todo o país.

4 comentários:

Luci disse...

Zilda, uma grande mulher!

Vivian disse...

...esta cumpriu a que veio
e cumpriu de maneira encantadora.

Deus com certeza a acolheu
com as honras destinadas
aos anjos do bem.

que assim seja!

bj

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

Não a conhecia, mas há pouco fui ler a sua biografia e fiquei a conhecer o seu trabalho e a saber que já tinha sido três vezes nomeada para o Nobel da Paz. Não tenho dúvidas que a Humanidade ficou masi pobre.

Zoe disse...

também não conhecia a senhora, mas por alguns blogs que li, era uma senhora muito querida no sociedade brasileira.