3.10.09

Sem os sonhos não sou ninguém, assim como muitas pessoas que conheço.Como também tento não me preocupar com o dia de amanhã, embora digam que eu deveria. Será mesmo? Tenho lá meu modo de ser e acho que agora não mudo muito mais. Aqui tenho o passado, o presente e o futuro coexistindo em paz. Verdadeiramente em paz. Aliás não tenho espaço para o que não é verdadeiro. Tudo sem muita lógica nem métrica. Certa ou errada eu sou feliz, eu choro, eu rio, eu grito, eu calo, eu ouço, eu lembro e eu esqueço.Em mim vivem além dos muitos sonhos, muitos mundos. Alguns eu compartilho, outros não.Talvez por ser uma pessoa sensível demais ao mundo externo é que eu precise de um espaço dentro de mim e só meu :o)

3 comentários:

ameixa seca disse...

O sonhos comanda a vida :)

Ariana disse...

Bastante coerente o que disse no post... o problema é termos que esconder, por vezes, essa sensibilidade do mundo externo e colocarmos uma máscara de resistência.
Isso fere!

Lindo texto!

Turmalina disse...

É isso aí meninas...nunca deixar de sonhar e se possível deixarmos um pouco de lado a máscara da resistência :o)