9.10.09

Nada e lugar algum

Eu fico pensando se eu é que não sou diferente demais. Vejo gigantescos outdoors piscando em cores neon bem na cara das outras pessoas e elas nem percebem. Vejo de forma tão clara que é impossível que não estejam enxergando. Talvez seja porque o que está evidente demande algumas ações.Como as pessoas gostam de sofrer...não tem coisa que me irrite mais do que aquela pessoa que só reclama de tudo e que não faz nada para mudar.Fica esperando que as coisas se modifiquem sozinhas.Mal sabe ela que é dentro dela que as modificações devem ocorrer. Será tão dificíl assim?

4 comentários:

Christina Frenzel disse...

Putz... é difícil sim começar um processo de mudança. Muito difícil, principalmente o que tem que vir de dentro.

Beijos enormes e ótimo feriado! =)

ameixa seca disse...

É igual em todo o mundo. O povinho queixa-se disto e daquilo mas quando têm o poder de voto nas mãos... votam nos mesmos malandros! O povo é um bicho de hábitos, prefere continuar pobrezinho, tanto no bolso como nos valores e princípios :)

Carlos Barbosa de Oliveira disse...

As pessoas queixam-se das acções ods outros, mas na hora fazem igual.É uma tristeza! Por cá passa-se o mesmo.

Turmalina disse...

Chris, eu mudo todo dia um pouquinho...e dá certo...e nem sempre este certo é o que os outros acham que é.
Compliquei, né? Bjos :o)
Ameixinha e Carlos...e o que vai acontecer por aqui tb...promessas, promessas, promessas...