13.10.09

E você mudou-me irremediavelmente.Meus olhos adolescentes ainda olham para a tela do cinema enquanto Richard Gere beija a Debra Winger, num beijo apaixonado, como aquele que você me deu na noite anterior.O filme chamava-se A Força do Destino.Aos 16 anos eu não podia aquilatar a extensão dessas palavras, assim juntas. Aliás, naquela idade não pensava em muita coisa e tinha certeza que o destino fazíamos nós. Agora me pergunto o que é que o destino faz conosco? Nada, porque o tempo passou. Mentira, eu não sei e ainda não consigo mensurar a força que o destino pode ter. E ele me parece um tanto suscetível à críticas.Quando começo a acreditar que ele não tem tanta força assim, lá vem ele outra vez. Eu não o rejeito mais, simplesmente o aceito como é. Você me parece mais próximo dele.Talvez consiga compreendê-lo melhor. Quem sabe um dia consiga mudá-lo. Afinal mudou-me irremediavelmente :o)

3 comentários:

Veroca disse...

Ai Turma.... não acho como definir suas reflexões. Quero dizer que tá errada, mas tá certa. Quero dizer que acho que tá certa, mas tá errada hehehe. Destino sim, inexorável não! Deve ser isto que quero dizer. Beijos meus amiga, boa semana pra ti. Ah! fiz sua salada de pepino menina. ARRASEI! E dei os créditos, disse:
receita de minha amiga Turmalina hehehe, Turma, como a chamo. bjs

Turmalina disse...

Veroca querida...muito obrigada pelos créditos, mas de coração, se não os tivesse dado, não teria problemas.Tudo o que coloco aqui pode ser compartilhado livremente...não sou uma pessoa muito apegada...o importante é que fez mais pessoas felizes. Aí sim fico satisfeita. Grande beijo :o)

CGS disse...

Nessa idade nós somos imortais, Turmalina! Sabe que me fez viajar no tempo, com a sua reflexão? E também me lembro do filme, que cá em portugal passou com um outro nome, de que agora não me estou a recordar...