23.8.09

Ando literalmente encantada por uma nova paixão!!!
Não é tão nova assim...é mais ou menos....
Me dei de presente no aniversário do ano passado dois novos decks de Tarôt : o Zen do OSHO e o Tarô da Criança Interior (Inner Child Cards), de Isha e Mark Lerner. O do Osho eu já estudei e é o tipo de carta que leva o indivíduo ao estado Zen, algo que eu só recorro mesmo quando meu nível de stress foge do controle.
Mas o Inner Child ficou na prateleira dos baralhos até a semana passada, que foi quando senti o impulso de estudá-lo. E que grata surpresa!
O subtítulo diz: uma viagem da psique humana pelos contos de fadas, pelos mitos e pela natureza.E é isto mesmo que ele faz! São estórias que conhecemos desde criança e que estão lá aconchegadas em algum lugar do nosso subconsciente. É um prazer este reencontro.
Carta V - O Mago
O Papa ou Hierofante aqui é chamado de O MAGO, um mestre amável, sensível e compassível. Quando esta carta aparece numa disposição indica um mestre espiritual. Podemos aqui visualizar, Merlin e até mesmo Gandalf. Quem está inspirando você nesse momento? Considere as áreas da música, arte, literatura, filosofia, da história e da natureza como o caminho para o conhecimento superior.Sobretudo, com suas habilidades de visualização , veja sua vida ligada à uma infinidade de pessoas de mentalidade semelhante.
A maior surpresa no estudo deste Tarot não são os arcanos maiores e sim os menores, verdadeiras preciosidades, portas de entrada para a alma. Levarei algum tempo até estudar todas as 78 cartas, mas tem sido um trabalho mais que prazeroso.
Tira dúvidas:
O sufixo -oso (“pleno, cheio de”) liga-se diretamente ao radical, prazer, nada justificando o aparecimento do -i-: Atividades prazerosas. A pronúncia prazeiroso se deve a analogia indevida com palavras como cheiroso, na qual o i já aparecia na palavra primitiva. O mesmo vale para o advérbio: prazerosamente. (Fonte: Colégio Objetivo)

Um comentário:

Veroca disse...

Estes dois tarots eu não conheço. Adoro ler sobre estas " artes divinatórias", aliás, foi o nome do seu blog que me chamou atenção de início. Eu tenho e adoro o tarot mitológico. Consulto 'as vezes. E tenho um também que acho lindo, cujas cartas são fotos de tapeçarias, tarot encantado. O de marselha, não gosto, sei lá. Beijo meu.