16.5.06

Pela primeira vez os jornalistas da cidade não fizeram sensacionalismo e a situação aqui estava um pouco pior do que noticiavam os telejornais. No bairro aonde trabalho duas agências bancárias foram baleadas. À todo momento chegavam informações do marido da fulana da amiga do ciclano que estava de plantão no presídio, desmentindo as autoridades que afirmavam que tudo estava sob controle. Ontem à tarde o marido da moça do café, que é motorista de ônibus, avisou que o transporte coletivo ia parar às 6 da tarde. E assim foi... Nas escolas os pais faziam filas para buscar seus pimpolhos antes do horário e o caos estava instalado.
Hoje nem aula teve! E parece que tudo voltou ao normal depois de um começo de semana bem atípico. Na verdade a cidade está num clima de calmaria muito estranha... Parece que até os carros andam mais lentos , e as pessoas andam mais desconfiadas. Que tudo isto não tenha passado somente de um terrível pesadelo e que amanhã não haja mais revoltas nos presídios e nem ataques às viaturas e agências bancárias...
Enquanto isto, em São Paulo (capital), mais especificamente na favela Paraisópolis/Morumbi que conta com cerca de 85 mil habitantes, um grupo de jogadores está levando o Rugby à crianças em situação de risco social. Meu grande amigo Rick Miúdo é um maiores incentivadores do projeto Rugby para todos , aonde hoje treinam aproximadamente 100 criancas de 8 a 16 anos de ambos o sexos. Participem!!! O projeto agradece a colaboração de voluntários...
As atividades do projeto acontecem às tardes de 3.as e 5.as feiras. São muitas as atividades disponíveis à voluntários: de apoio, logística, alimentação, esportiva, patrocínio, permutas e doações, até mesmo assistência jurídica e contábil.

3 comentários:

Rosana disse...

Ai, queridona, tudo isso dá um desânimo, uma descrença de viver q não tem tamanho, né?
Essa noite me peguei pensando no q poderia estar acontecendo comigo, q ando tão de baixo astral. Caramba, é pra ficar de outro jeito?
Mas a gente tem q caminhar pra frente e pensar q tudo há de dar certo!!!
Um beijo imenso!
Rô - Garimpando

Layla disse...

Turmalina querida, o caos mundial é um reflexo do nosso próprio caos interno... Nosso descompromisso com a humanidade... Isso é o que me dá medo, e me deixa perplexa...
Mudando de assunto, fazia tempo que eu não vinha cá, e estava com muitas saudades... Fiquei um tempão sem atualizar o meu blog também, graças à faculdade, mestra em me tomar todo o tempo que eu preciso ter livre para ser um ser humano normal! Espero que eu consiga, um dia, administrar isso tudo! Um beijo, querida minha! Muito, mas muito grande!
Salaam
Layla

Senhora D. disse...

que caos, querida, vamos sobrevivendo como podemos, tateando um sonho ali, uma esperança acolá... Beijos...